As 10 Obras de Arte Mais Caras do Mundo

Ooee! Tudo bem com você?

Tenho uma lista com as 10 obras de arte mais caras do mundo!

Além do valor histórico, existe também o talento único de cada artista, vale a pena se aprofundar e conhecer um pouco mais de cada arte.


Sem enrolação, vamos lá!


10. O Homem Que Aponta, Alberto Giacometti

$141.300.000

© Homem Apontando, Alberto Giacometti

O modernista suíço Alberto Giacometti quebrou o próprio recorde no leilão de maio de 2015 em Nova York. Sua escultura "L’homme au doigt (O homem que aponta)" alcançou 141,3 milhões de dólares.


A obra, realizada em bronze pelo escultor suíço em 1947 e de 177,5 centímetros de altura, é uma representação escultórica da filosofia do existencialismo e faz parte de uma série de seis peças, das quais é a única pintada à mão pelo artista.


“Esta escultura é a questão do existencialismo. Um homem sozinho, apontando sem saber o que aponta”, explicou à Agência Efe a especialista em arte contemporânea da Christie’s, Ana María Celis, para quem Giacometti, com suas figuras espigadas, de superfície cavernosa e alta expressividade, não tem rival no mercado escultórico.


9. Rapaz Com Cachimbo, Pablo Picasso

$104.200.000

© Rapaz Com Cachimbo, Pablo Picasso

O óleo “Rapaz com cachimbo” foi pintado por Pablo Picasso em 1905. Ele marca a transição do período azul para rosa do pintor. O quadro foi leiloado em Nova York em 2004 por 104,2 milhões de dólares.


Garçon à la Pipe (Rapaz com cachimbo) é uma pintura do espanhol Pablo Picasso, concebida por este no ano de 1905. Picasso pintou o famoso quadro aos 24 anos, durante o seu Período Rosa.


O óleo sobre tela, pintado em Montmartre, França, retrata um jovem rapaz francês com um cachimbo na mão esquerda e uma coroa de rosas na cabeça.


8. Acidente Com Carro Prata, Andy Warhol

$105.400.000

© Acidente Com Carro Prata, Andy Warhol

Em 1963, o artista americano Andy Warhol produziu esta obra, que mostra várias imagens de um acidente de carro. A obra-prima foi leiloada por 105,4 milhões de dólares pela Sotheby’s em 2013.


A obra de Warhol, que mostra uma perturbadora cena, a partir de uma fotografia de jornal dos anos 60, é uma das mais importantes de sua série "Morte e desastre".


O registro é de um terrível acidente, com um carro em chamas. O corpo do motorista, que foi projetado devido ao impacto, aparece em primeiro plano, cravado num poste, mas ainda vivo.


Deixando a imagem ainda mais mórbida é a figura de um homem que passa pela cena, com as mãos nos bolsos, aparentemente sem perceber o horror do outro lado da calçada.


7. Nu Com Folhas Verdes e Busto, Pablo Picasso

$106.500.000

© Nu Com Folhas Verdes e Busto, Pablo Picasso

Pablo Picasso pintou “Nu com folhas verdes e busto” num único dia de 1932, retratando sua amante da época. Em termos atuais, um salário-hora milionário. Em 2010, um colecionador incógnito arrematou a tela pelo telefone, por 106,5 milhões de dólares. Em 2011, foi emprestada à galeria Tate, de Londres.


6. Meules, Claude Monet

$110.700.000

Em maio de 2019, uma pintura da série “Meules”, do pintor francês Claude Monet, foi vendida por US$ 110,7 milhões em um leilão em Nova York, marcando um recorde para o artista e para o Impressionismo. Pintada no inverno de 1890 na casa do artista em Giverny, na região francesa da Normandia, a obra é considerada um dos ícones do Impressionismo.


Este exemplar é um dos poucos da série "Almiares", de Monet, que foram colocadas em leilão neste século e que ainda é propriedade privada, já que das 25 obras, um total de 17 já estão em mãos de instituições públicas, entre elas o Museu Metropolitano de Arte (Nova York), Museu de Orsay (Paris), e o Instituto de Arte (Chicago).


"Meules" foi inicialmente adquirida pela distinta e rica família Palmer de Chicago, diretamente do representante de Monet na década de 1890.


5. O Grito, Edvard Munch

$119.900.000

© O Grito, Edvard Munch

Em maio de 2012, a versão em pastel de “O grito”, feita pelo norueguês Edvard Munch em 1985, foi leiloada por 119,9 milhões de dólares. Poucos sabem, no entanto, que há quatro versões deste quadro. Ao lado de “Mona Lisa”, de Da Vinci, e “Girassóis”, de Van Gogh, é um dos quadros mais conhecidos no mundo. O comprador foi o americano Leon Black.


O Grito (em norueguês: Skrik) é uma série de quatro pinturas do norueguês Edvard Munch, 1895. A obra representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial. O plano de fundo é a doca de Oslofjord (em Oslo) ao pôr-do-Sol. O Grito é considerado uma das obras mais importantes do movimento expressionista e adquiriu um estatuto de ícone cultural, a par da Mona Lisa de Leonardo da Vinci.


4. Adele Bloch Bauer, Gustav Klimt

$135.000.000

© Adele Bloch Bauer, Gustav Klimt

Pintado pelo austríaco Gustav Klimt em 1907 e mais conhecido como “Adele Dourada”. Em 2006, o empresário americano Ronald Lauder o adquiriu por 135 milhões de dólares para uma galeria em Nova York, onde está exposto. Trata-se de uma venda particular, mas que foi organizada pela casa de leilões Christie’s.


Klimt empregou três anos em completar este retrato, medindo 138 cm x 138 cm, executado em óleo e ouro sobre tela, com uma ornamentação elaborada e complexa, tal e qual se vê nos trabalhos do Jugendstil. Klimt foi membro da Secessão Vienense, um grupo de artistas que cortaram com a forma tradicional de pintar. A obra foi realizada em Viena, por encomenda de Ferdinand Bloch-Bauer, que fizera fortuna com a indústria açucareira.


3. Três Estudos de Lucian Freud, Francis Bacon

$142.400.000

© Três Estudos de Lucian Freud, Francis Bacon

O quadro foi até maio de 2015, o mais caro já leiloado. Em 2013, os retratos que o inglês fez do também pintor Freud foram arrematados por 142,4 milhões de dólares. O tríptico pertence à colecionadora americana Elaine Wynn.


2. Nu Deitado, Amedeo Modigliani

$170,400.000

© Nu Deitado, Amedeo Modigliani

O quadro foi pintado em 1917 por Amadeo, três anos antes de morrer. Em novembro de 2015, a tela foi arrematada na Christie’s de Nova York por 170,4 milhões de dólares. O novo proprietário é Liu Yiqian, negociante e bilionário de Xangai, China.


1. As Mulheres de Argel, Pablo Picasso

$179.000.000

© As Mulheres de Argel, Pablo Picasso

O quadro foi leiloado em 11 maio de 2015 por mais de 179 milhões de dólares. A tela mudou de dono na casa Christie’s de Nova York. Com essa transação, o pintor moderno espanhol aparece quatro vezes na lista das obras de arte que alcançaram os lances mais altos.


Les Femmes d'Alger (Mulheres de Argel) é uma série de 15 pinturas e vários desenhos do artista cubista espanhol Pablo Picasso. A série, criada em 1954-1955, inspirou-se na pintura de Eugène Delacroix de 1834, Mulheres de Argel em seu apartamento (em francês: Femmes d'Alger dans leur appartement). A série é uma das várias pintadas por Picasso em homenagem aos artistas que admirava.


Espero que tenha gostado!

Até uma próxima! 👋🏼


> Veja Também: Cursos

> Conheça: Marco Lut no YouTube

Como posso te ajudar?

Todos os Direitos Reservados ©

Marco Lut - Fotografia Imobiliárias & Fine Art | contatomarcolut@gmail.com